Para trabalhar com marketing digital deve-se ter em mente o público que você deseja atrair.

E se você tem estudado sobre vendas, divulgação de produtos e etc, já deve ter ouvido falar de público-alvo. Ou seja, o público que tem interesse no produto que você vende ou no serviço que você faz.

Só que hoje as coisas mudaram de figura. Pesquisar dados gerais de um público alvo já não é o bastante. As pessoas são muito diferentes e um discurso básico de vendas não é mais suficiente para convencê-las.

Além disso, depois da era digital, o universo do marketing tem como foco o consumidor e o coloca no centro.

Por essa razão, todos os esforços e as estratégias de conteúdo que vão compor o seu roteiro digital precisam atrair o interesse do seu comprador ideal.

No entanto, direcionar toda a sua estratégia para atender um público-alvo genérico e diversificado pode arruinar completamente os seus esforços para criar uma boa estratégia de marketing. É preciso ir além.

Nesse contexto nasce a Persona ou Avatar, como também é conhecida. Um conceito criado por Alan Cooper, designer e programador americano, ele ampliou a ideia de público-alvo e criou uma maneira de segmentar e definir quem é esse cliente ideal, seu estilo de vida, o que ele faz e do que ele gosta, onde vive e etc.

Por que ter uma Persona é importante para o meu negócio?

A Persona é um método relevante para toda e qualquer estratégia de sucesso. Definir sua Persona é imprescindível para que a sua empresa tenha uma comunicação eficaz com o seu cliente.

O que é Persona?

Persona é a representação do seu cliente ideal. Ela é criada a partir de informações reais sobre comportamento e características específicas dos seus clientes.

Criamos um perfil através de suas histórias pessoais, motivações, desejos, dores, objetivos, desafios e preocupações.

Para se definir a Persona é preciso ter contato com o seu público-alvo. Dessa forma, fica fácil analisar e identificar características comuns entre os potenciais compradores.

Se você já possui clientes ou se já conquistou uma audiência, essa será a sua fonte para começar suas analises. Mesmo que seja um público bem diversificado, alguns deles tendem a exemplificar a sua Persona.

Diferença entre persona e público-alvo

Segue abaixo um exemplo prático:

  • Público-alvo:  Mulheres, de 25 a 35 anos, solteiras, com renda média mensal de R$ 2.500. Pretendem ampliar sua capacitação profissional e gostam de viagens.
  • Persona: Ana Maria, tem 28 anos, solteira e autônoma. Pensa em se desenvolver profissionalmente, estudar fora do país, pois adora viajar, e sempre quis fazer um intercâmbio. Está buscando uma agência que a ajude a encontrar universidades na Europa que aceitem alunos estrangeiros.

De maneira geral, público-alvo é uma fatia ampla do grupo para quem você vende seus produtos ou serviços. Já a persona é a imagem, a representação do perfil do seu cliente ideal.

Eu sei: lendo assim pode até ser bem parecido, mas acredite, há muita diferença.

Com certeza criar uma estratégia de marketing, com uma comunicação bem direcionada para Ana Maria será muito mais eficaz e precisa do que para um público variado.

Além disso, é comum que os negócios tenham mais do que uma Persona definida.

Caso você ache que tenha exagerado na segmentação do seu público, saiba que não é necessário ter apenas uma única persona.

Mas é importante manter o equilíbrio, pois se uma Persona pode limitar muito seu público, muitas Personas podem fazer com que sua estratégia perca o foco.

 

Por que criar uma persona?

Persona ou Avatar
Persona ou Avatar

A Persona é uma estratégia de marketing digital para se alcançar resultados.  Criamos Personas a fim de atingir as pessoas certas, para enviarmos uma mensagem direcionada e, assim, termos maiores chances de sucesso.

Sem uma Persona definida, é provável que em alguns casos sua estratégia se perca e você acabe falando inglês para quem só entende coreano. Ou promovendo carnes para quem é vegetariano. Ou oferecendo um produto destinado à classe A para a classe C. Os exemplos são muitos!

Entenda por que ter uma Persona é importante para o seu negócio:

  • Ter clareza do tipo de conteúdo que você precisa para atingir seus objetivos;
  • Para determinar o tom e o estilo de seu conteúdo;
  • Ajudar a elaborar suas estratégias de marketing identificando o público que deve ser focado;
  • Definir os tópicos sobre os quais você deve abordar

Nenhum conteúdo é bom se você não sabe para quem está fazendo.

Pois, sabendo ao certo com quem estamos falando:

  • a escrita e o tom é de uma forma específica;
  • o conteúdo se torna mais direcionado;
  • podemos sanar as dores desses clientes;
  • e saber o tempo certo e o conteúdo certo a ser encaminhado ao cliente.

Agora você deve estar se perguntando: Como faço para criar a minha Persona?

Antes de definir a sua Persona tenha em vista que você precisa se basear em informações verdadeiras e não em suposições ou achismos.

É importante que você:

1 – Conheça a sua audiência. Saiba por que eles te seguem.

2- Produza questionários para obter o maior numero de informações possíveis.

Para te ajudar a desenhar o perfil do seu cliente ideal, você precisa definir:

  • Nome da persona;
  • Sexo;
  • Idade;
  • Ocupação;
  • Estado civil;
  • Como a sua empresa pode ajudá-la?;
  • Quais características físicas e psicológicas essa pessoa possui?;
  • O que essa pessoa costuma fazer na internet?;
  • Qual o nível de escolaridade?;
  • Quais são as principais dores enfrentadas?;
  • Qual o tipo de assunto que mais chama atenção?;
  • Como é sua rotina?;
  • Quais são suas principais responsabilidades?;
  • Quais são seus principais objetivos?;
  • Qual sua trajetória profissional?;
  • Quais são os maiores desafios em seu trabalho?;

Como definir a minha Persona se eu ainda não tenho clientes? (minha experiência)

Na época que eu estava definindo a minha Persona, eu ainda não tinha uma audiência. Mas eu já tinha meu nicho muito bem definido e que tipos de produtos eu pretendia promover.

Ao responder as perguntas comecei a observar que a Persona que eu estava criando era eu mesma. Eu me inseri no meu nicho. (Por isso é tão importante você escolher um nicho do qual você se identifica. Um nicho que tenha curado a sua dor).

Eu queria atingir mães que precisavam trabalhar, mas que não queriam perder o crescimento e o desenvolvimento dos seus filhos.

Mães que queriam ter um negócio cujo maior objetivo não era o dinheiro, e sim a qualidade de vida e a liberdade de poderem estar perto da família.

Assim como eu descobri essa possibilidade através do marketing digital, eu queria dividir com outras pessoas.

Como eu não possuía uma audiência para coletar informações, eu fiz uma pesquisa de mercado. Comecei a pesquisar a audiência dos meus concorrentes. Das pessoas que promoviam os mesmos produtos que eu.

Comecei a observar os conteúdos que mais me atraiam e por que me atraiam. E como os meus possíveis clientes respondiam a esse conteúdo.

E assim eu pude perceber que havia uma demanda muito grande nesse nicho.

Ainda há muitas mães insatisfeitas. Trabalhando num emprego que não gostam, longe dos seus filhos, apenas pelo salário fixo.

E mulheres que desejam a maternidade, mas estão abrindo mão do sonho por causa da sua carreira. Pois desconhecem as possibilidades e as vantagens do mercado digital.

Nesse caso a concorrência foi fundamental para nortear as minhas pesquisas e estruturar a minha Persona.

Ou seja, quando não podemos coletar feedbacks dos clientes, a melhor maneira de construir a persona é através de pesquisas de mercado.

Se você quiser adquirir um treinamento completo que te ensine de forma detalhada a escolher o seu nicho de mercado, a definir a sua Persona, e a construir o seu negócio na internet, adquira agora o treinamento Fórmula Negócio Online clicando aqui

Conclusão: esse artigo não vai te ajudar se você não aplicar as dicas que eu te passei aqui.

Portanto, experimente rabiscar num papel o perfil da sua Persona com a informações que eu te passei aqui. Tente criar um anúncio ou um texto direcionado para essa pessoa.

E tire as suas próprias conclusões se com o perfil bem definido na sua mente, o seu conteúdo teve mais fluidez ou não.

Espero ter te ajudado.

Você também pode gostar de:

Tá difícil escolher o seu nicho de mercado? Eu vou te ajudar!

O Home Office é o modelo de trabalho certo pra você?

O que é um afiliado? Como começar?

 

 

Sobre o Autor

Jouse Ferreira
Jouse Ferreira

Conheça a Jouse Ferreira na seção "sobre mim" na página Home

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *